top of page
Buscar
  • Foto do escritorBianca Gulim

Como escrever o book proposal e o resumo do seu livro

Atualizado: 16 de nov. de 2023

O book proposal e o resumo são materiais que o escritor envia a pessoas que ele deseja convencer a ler seu original — normalmente editores e agentes literários, que não têm tempo para ler todos os originais que recebem. 




Se o book proposal convencer, o editor lerá o resumo, e, se ele convencer também, lerá o original. Nem preciso mencionar o quanto a qualidade desses materiais é importante, certo? Não adianta o original ser incrível, se o book proposal e o resumo não o forem, pois, nesse caso, o editor sequer chegará até o resumo. 


Mas como fazer um book proposal e um resumo que convençam o editor a ler seu original? Eu ajudo você.


A primeira coisa que eu quero esclarecer é que você, escritor, está sendo avaliado desde o primeiro “Oi” digitado no e-mail. A forma como você se comunica — vocabulário, tom, gramática, ortografia —, até o layout escolhido por material enviado estão dando um feeling ao editor do seu perfil. Um e-mail mal redigido é o suficiente para que o editor sequer abra os anexos — é isso não faz dele o vilão, e sim de você um escritor despreparado, que, me desculpe, realmente não merece o tempo do editor. 


Posto isso, vamos às dicas para a criação de book proposal e resumo incríveis!


Book proposal

O book proposal é a apresentação do livro. As principais perguntas que o editor tem em mente ao avaliar esse material é: “Esse livro se encaixa em meu catálogo?” e “Qual o diferencial desse livro em relação aos demais que eu recebi?”. Deve ser um material curto, com leitura de até dez minutos; ou seja, texto claro e objetivo. 


O seu book proposal deve conter: 


Biografia: foque na sua carreira literária. O editor não quer saber se você gosta de cães e de viajar: esse tipo de informação pessoal é interessante — se couber, considerando todas as outras informações mais relevantes — na orelha do livro, pois o leitor até se interessa por esses detalhes; o editor, não. Aqui, é o momento de você mostrar que tem bagagem: mencione suas publicações, os números alcançados, as marcas conquistadas. 


Sinopse: para saber como escrever uma boa sinopse, clique aqui


Justificativa: se você estivesse em uma entrevista de emprego, a justificativa seria a resposta para a pergunta “Por que devemos contratar você?”. Mostre ao editor por que ele deve publicar o seu livro. Fale sobre os principais pontos positivos do original, principalmente no que se refere aos seus diferenciais. 

A justificativa pode ser mutável em relação a cada editora, pois o estilo de cada catálogo deve conduzir você a argumentos diferentes. 


Ficha técnica: gênero, público-alvo, quantidade de laudas, quantidade de capítulos, se se trata de inédito ou segunda edição, entre outros. 


É desejável que seu book proposal contenha: 


Técnicas literárias: mencione quais técnicas literárias explorou. 


Investimentos realizados: mencione quantas leituras críticas, preparações e revisões você contratou para garantir a qualidade do original. 


Trajetória: caso não se trate de um inédito, mencione a trajetória do livro até ali, dando destaque para números e marcas alcançados.


Se quiser um modelo de book proposal para ajudar na compressão, clique aqui.


Resumo

O resumo deve resumir a história, com começo, meio e fim. Não se preocupe com spoiler; o editor não lê um original como leitor. Este material pode ser mais extenso: até dez laudas é aceitável. 


Tenha em mente que o resumo deve ser feito de maneira estratégica: não basta apenas resumir a história, os eventos narrados. Enquanto faz isso, vá mencionando as técnicas literárias utilizadas, descrevendo o efeito que pretende no leitor, vá encontrando ganchos para trazer informações relevantes como: tempo verbal da narrativa, estilo de narrador, objetivo da obra etc., assim como o resultado obtido por meio dessas escolhas. 


É muito importante que você escreva o resumo impondo o seu estilo narrativo, o mesmo utilizado no original. A ideia é que o editor tenha um feeling, no mínimo, do estilo da sua produção textual; se tiver um feeling também do estilo da sua narrativa, melhor ainda. 


Na escrita do resumo, técnicas literárias devem ser utilizadas, pois é a vontade de continuar a leitura do resumo que conduzirá o editor a considerar a leitura do original.


Em outras palavras: se o livro se propõe a confundir o leitor, faça o mesmo por meio do resumo; se o original conta com linguagem informal, vocabulário raso, construção de frases simples, não enfeite o resumo com um texto rebuscado, complexo; se no original você explorou mais de uma camada narrativa, faça o mesmo no resumo: lembre que o editor é um leitor experiente, capaz de interpretar as mensagens ocultas além da superfície do texto. O estilo do livro, as decisões tomadas na escrita do original, devem ser refletidas no resumo. 


Se quiser um modelo de resumo para ajudar na compressão, clique aqui.


Ufa! Não é fácil, não é? Por isso, leve a sério minha última dica: contrate pelo menos um preparador e um revisor para atuar no seu book proposal e no seu resumo, pois um texto coerente, coeso e correto é o mínimo que você deve garantir. Se puder, contrate um profissional para ajudá-lo ou até pra escrever esse material para você. 


E aí, já está pronto para criar o book proposal e resumo do seu livro? Eu garanto que qualquer editor, mesmo aquele que atua em uma editora prestadora de serviço, olhará você com outros olhos se fizer uso desses materiais ao se candidatar a uma publicação, tradicional ou paga.


Até a próxima!


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page